sábado, 14 de março de 2009

SOZINHA



Mais uma vez, sozinha...
Mais uma noite começa!
Outra vez, eu sonho...

Sozinha...
Sempre só!
Jamais em meu âmago,
A sombra de uma paixão, sequer.

A noite fria e escura que começa,
Traz consigo a solidão...
O vazio. O pranto.
O pranto que banha meu rosto.

Talvez eu sonhe!
Talvez não.
Jamais saberei até acordar na manhã seguinte.

Nunca em meus pensamentos,
Pude sequer, imaginar...
Que pra ser feliz,
Antes é preciso sofrer.


É preciso ir muito mais longe do que se consegue ir.
É muitas vezes, gritar em silêncio.
Suplantar na alma, o desejo de “ser amada”.
É jamais viver “SOZINHA”!

1 comentários:

*Mundo novo* disse...

Dizem que a solidão é a companheira dos que não tem companhia. Muitas vezes ela doe, e doe mais ainda a grande vontade que temos de ter alguém ao nosso lado, nem que seja só pra ficar ali do lado sem dizer nada, só a presença seria tudo.
BjOo!!