quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Uma súplica a meu amor



Um dia...nos separamos, e nos perdemos
Esquecemos por instante,...tudo que vivemos
Mas, logo chegou no peito o arrependimento
E na alma se instalou, tanta dor e sofrimento


Hoje pela janela desta vida, olhamos o passado
Choramos a saudade, deste amor fracassado
Que deixou em nossa lembrança o doce beijo
E na alma, pelo reenccontro, um eterno desejo


Sera que ainda teremos coragem, de retroceder
Procurar matar, esta dor imensa que nos faz sofrer
Pois... meu amor...eu sei... que de mim não se esquece
Sei que também por meu amor tua alma, tanto padece


Não temas, amor pois nunca te esqueci, podes crer
Deste amor, jamais deixei, de lembrar e de sofrer
De esperar, de sonhar, de pensar que ainda vamos viver
Toda beleza, que ele pode nos dar, e esta dor esquecer


Volte, amor, te peço, não esqueça de me telefonar
Dizendo que tu, também hoje, quer comigo voltar
Diga... que ainda me ama, com o mesmo fervor
E me entrego de corpo e alma, a este imenso amor......


1 comentários:

Gravepisser disse...

Uma mulher assim bonita, e que escreve tão bem, não deve nunca ter um "amo", antes, ser livre e amar de forma independente, nunca permitindo ser subjugada por ninguém. ;)

Um beijo