domingo, 19 de setembro de 2010

Com tudo que sinto, tudo que penso e planejo sobre nós dois, posso dizer-te que te quero sempre do meu lado...

3 comentários:

João Lenjob disse...

Muito interessante seu blog!! Aguardo sua visita no meu, http://lenjob.blogspot.com uma vez que o atualizo todos os dias e sempre com cinco novos poemas meus.

João Lenjob

De Lado
João Lenjob

O meu olhar
Não é para enlouquecer-te como o teu me faz
E sim para apreciar teu corpo e teu rosto
E molhar com a reciprocidade de tua atenção
Desencadear todas as convenções
Dar riqueza ao horizonte que fazers mais vivo
E meu olhar mais inerte, concentrado
Não estais de lado.

O teu olhar
Foges tão tímiodo do que é tão evidente sim
Mas não se comrreponde ou se está a fim
Não sei se é curioso ou se atenta em mim, no meu olhar
Talvez procure enfim as tantas convenções
Mas não percebe a viva natureza em tua volta
O teu olhar peralta, desconcentrado
Não estou de lado.

Palavras Guardadas disse...

O Amor *.*

.●.※゚・.•°∴ .•☆☥Nath Gótica☥☆.●.※゚・.•°∴ .• disse...

O amor vivido com intensidade...aquele amor de verdade...sempre queremos do nosso lado!!!
Beijão