sexta-feira, 26 de junho de 2009

Prisioneira

A ti

Fechada no teu mundo secreto

Presa pela incerteza

Segues nas sombras

De um amor proibido

Traída pelo coração

Encontras amarras

Num porto inseguro

Destruída pelo que mais queres

Pelo que amas

Julgada e condenada

A uma sentença escura

Vives em segredo

De poucos momentos de felicidade

Vividos ao máximo

Por culpa de um destino

Que não é o teu

A ti, doce ser

Que amas sem querer

Quem nunca poderás ter

Mas que por ti espera…

2 comentários:

Anônimo disse...

na sei se sempre veja os comentario
mais adorei seu blog

Mr.D disse...

nao esperes muito :)