domingo, 27 de dezembro de 2009

SÓ HOJE.





..
Só hoje...
Quero aninhar-me nos teus braços...
Sentir o teu coração junto ao meu...
Absorver o teu calor, a tua respiração, o teu cheiro...
Roçar a minha pele na tua.
Só hoje...
Quero sentir as tuas mãos, percorrerem todo o meu corpo...
Desenharem todos os meus contornos, descobrirem todos os recantos...
Arrepiarem a minha pele à sua passagem...
Quero estremecer nas tuas mãos, entregar-me, soltar-me...
Acaricia-me, aperta-me, arranha-me...
Quero sentir todas as nuances do teu toque...
Só hoje...
Quero sentir os teus lábios nos meus...
A tua língua encontrar-se com a minha...
Saborear-te, saboreares-me...
Sentir os teus lábios úmidos na minha pele nua...
Prova o meu sabor mais íntimo...
Néctar do meu corpo...
Servido em concha macia de pétalas de rosa...
Delicia-te... sorve-me até à ultima gota...
Só hoje...
Quero arder em desejo, sucumbir à luxúria...
Perder a noção de espaço e de tempo...
Entregar-me sem reservas, inteira, de corpo e alma...
Gemer, transpirar, contorcer-me de prazer...
Fundir o meu corpo no teu, sentir-te bem fundo em mim...
Penetra minha intimidade...
Descobre os meus segredos...
Sente a minha essência...
Deixa o teu rastro, marca a tua passagem...
Verte um pouco de ti em muito de mim...
Só hoje...
Enlouquece-me...
Vira-me do avesso...
Faz-me mostrar-te o que sou e o que escondo...
A mulher, a amante, o anjo, a serpente...
Voa nas asas da minha ternura...
Sente a candura da minha inocência...
A magia da minha doçura...
Entrega-te por inteiro...
Liberta a fera enjaulada...
Enfrenta as garras da sedução...
Fica atento aos movimentos de provocação...
Devora-me por inteiro...
Pedacinho a pedacinho...
Só hoje...
Trinca a maçã...
Caminha entre o Paraíso e o Inferno...
Esquece o Mundo...
Só tu e eu numa nova dimensão...
Perdidos um no outro...
Achados um para o outro...
Entregues à aventura do ser e do sentir...
Dança comigo a valsa dos corpos com a orquestra dos sentidos...
Um par... dois maestros...
Só hoje...
Quero ser tua! Quero-te meu!... só hoje!

1 comentários:

Gravepisser disse...

E não é que voltei mesmo? ;)

Espero que a alma não esteja triste por muito mais tempo.

Um beijo